Descubra se seu cão está com Cinomose, a Virose que pode levar ao óbito.

Descubra se seu cão está com Cinomose, a Virose que pode levar ao óbito.

A cinomose é uma virose que atinge os cães, principalmente no primeiro ano de vida.

O vírus é bastante resistente, sobrevive por muito tempo em locais secos e frios e por até um mês em locais quentes e úmidos.

Uma vez no animal, ele pode atingir vários órgãos e atuar em todo o organismo.

Quais os Sintomas da Cinomose?

O vírus se replica nas células sanguíneas e sistema nervoso central do animal.

Nos estágios iniciais da doença, um sintoma bastante comum é a diarreia, uma vez que o sistema digestório é, geralmente, o primeiro a ser atingido.

Em um estágio um pouco mais avançado da doença, o sistema respiratório é acometido, sendo observadas secreções normalmente amareladas e densas saindo pelo nariz e região dos olhos.

Na fase mais tardia da doença, acontece o acometimento do sistema nervoso central, que é quando o animal passa a ter o andar desorientado e tremores musculares que podem evoluir para crises de convulsões.

Outros possíveis sintomas da cinomose:

  • Apatia
  • Perda de apetite
  • Diarreia
  • Vômito
  • Febre
  • Secreções oculares (remela em grande quantidade)
  • Secreções nasais (pus)
  • Convulsões
  • Paralisias
  • Tiques nervosos
  • Falta de coordenação

Qual o tratamento da cinomose?

O tratamento da cinomose é na verdade o tratamento dos sintomas. Medicamentos específicos para o vírus da cinomose ainda estão em fase de teste.

Por isso a saída é tratar os eventos paralelos, dessa forma o animal tomará um remédio para combater o vômito, outro para combater a febre, outro para as convulsões e assim por diante.

A eficácia do tratamento vai depender do histórico de saúde do cachorro.

Se durante a vida ele recebeu uma alimentação de qualidade e teve uma rotina de exercícios saudável, ele estará mais forte no combate ao vírus.

Quais as Sequelas da cinomose?

O animal que teve a doença evoluída ao estágio de acometimento do sistema nervoso pode ficar com tremores musculares, andar desordenado e/ou crises convulsivas por toda sua vida, mesmo não portando mais o vírus.

Neste caso, o animal sequelado terá de ter auxílio de sessões de fisioterapia e acupuntura para melhorar o quadro, além de fazer uso de anticonvulsivante em alguns casos.

Como prevenir a cinomose?

Basta a vacinação anual do seu cachorro. A vacina para cinomose está dentro do pacote oferecido pelas vacinas V8 , V10 e V11.

No caso de filhotes, devem receber três a quatro doses da vacina a partir de 45 dias de vida, com intervalo de 21 a 30 dias entre as aplicações.

Apenas depois da última dose seu sistema imunológico estará apto a combater o vírus caso haja contato com ele, sendo liberados os passeios na coleira.

Aqui no Estação Pet você encontra uma farmácia completa, assessórios, alimentos e profissionais capacitados para lhe orientar.

Faça-nos uma visita ou ligue pra gente (44) 3025-5500!

Recomendados pra Você

Deixe um comentário