Cinomose – Conheça os sintomas, tratamento e prevenção da doença grave que pode levar à morte

Cinomose – Conheça os sintomas, tratamento e prevenção da doença grave que pode levar à morte

A cinomose é uma doença contagiosa grave que costuma aparecer no inverno. É tão grave que pode levar o cão à morte.

É causada por um vírus que sobrevive por muito tempo em ambiente seco e frio. Porém é um vírus muito sensível ao calor, luz solar e desinfetantes comuns, dura em média três meses no ambiente após a retirada do portador.

Ataca uma variedade de caninos, como lobos ou raposas, também foram encontrados casos em alguns felinos grandes, também ocorre em animais, como doninhas ou guaxinins.

A cinomose em cães é curável e pode ser tratada se for detectada em um estágio inicial.

Como é transmitida?

A cinomose se dá através de animais que se contaminam por contato direto com outros animais já infectados, ou pelas vias respiratórias, pelo ar contaminado ou por fômites, que são objetos que já tiveram contato com o portador da cinomose.

A transmissão direta é por secreção do nariz e boca de animais infectados que é a principal fonte de infecção.

A vacinação não é uma garantia de que um cão não vai se infectar com o vírus, mas reduz significativamente as chances.

Os casos de cinomose ocorrem, com mais frequência, em filhotes desmamados com menos de seis meses, mas pode ser adquirida em qualquer momento durante a vida do cão.

Normalmente, os filhotes que ainda estão mamando têm pouca chance de infecção se a mãe tiver sido vacinada, pois eles são imunizados através do leite materno.

Quais são os sintomas da cinomose?

Um dos principais problemas para o tratamento oportuno de cinomose é que os sintomas iniciais não são motivo para alarme.

A cinomose geralmente se manifesta cedo como uma secreção branca nos olhos, geralmente confundida com remelas.

Em seguida, o cão irá desenvolver sintomas como febre, perda de apetite, diarreia, vômitos e a característica secreção nasal, que pode ser branca ou rosa, dependendo de quão avançada a doença estiver.

Na fase mais avançada serão apresentados danos graves no sistema nervoso, o que pode gerar espasmos ou paralisia parcial ou total.
Infelizmente, como os donos percebem que o cão está doente muito tarde, a maioria dos cães que contraem cinomose morrem ou ficam com graves transtornos, dependendo do quão afetado o sistema nervoso estiver.

Qual o tratamento?

Não existe. O que se pode fazer é usar medicamentos para o controle dos sintomas.

É importante que o animal seja mantido em um ambiente limpo, com temperatura agradável e alimentação correta de acordo com as indicações do veterinário.

Prevenção

Atualmente existe uma vacina contra o vírus que é aplicada em duas doses com duas semanas de intervalo para filhotes com mais de oito semanas.

Esta passa a ser a única forma de prevenir a cinomose, mas não é 100% segura.

A vacina deve ser aplicada nos filhotes saudáveis e vermifugados. De preferência, a revacinação de cães é recomendada uma vez por ano.

Devido à agressividade da doença e a facilidade de prevenção não fica nenhuma dúvida em relação ao que deve ser feito: sempre mantenha a vacinação do seu animal em dia e faça visitas frequentes ao médico veterinário.

Aqui no Estação Pet você encontra uma farmácia completa, assessórios, alimentos e profissionais capacitados para lhe orientar.

Faça-nos uma visita ou ligue pra gente (44) 3025-5500!

Recomendados pra Você

Deixe um comentário