Câncer de mama também atinge pets! Aprenda a realizar o “autoexame”

Câncer de mama também atinge pets! Aprenda a realizar o “autoexame”

Você sabia que o câncer de mama é mais comum em pet do que em mulheres?

Pois é, ele não atinge somente nós humanos mas também os pets, como cãezinhos e gatinhos.

E como estamos em Outubro Rosa que é uma ação que acontece todos os anos para ressaltar a importância da prevenção e tratamento de câncer de mama, devemos lembrar também sobre o câncer de mama em pets.

Vamos falar sobre a importância do “autoexame”, medidas de prevenção e sintomas nos amores de estimação.

Sintomas e prevenção

Dor;
Feridas;
Falta de apetite;
Vômitos;
Desânimo;
Nódulos
Inchaço nas mamas.

Os sintomas do câncer de mama em doguinhas e gatinhas variam de caso para caso.

O câncer de mama em pet pode não provocar reações no bichinho.

Isso pode ser muito perigoso, dado que é uma doença silenciosa e que avança rapidamente.

Nesse caso, o principal sintoma do câncer de mama em cachorro está no crescimento de um nódulo na região mamária.

Portanto, ao fazer o “autoexame”, a fim de se prevenir e perceber possíveis tumores, também verifique a presença de um caroço na mama do bichinho.

Se o amor de estimação estiver com a região das mamas avermelhadas, inchadas, dilatadas, com secreção e/ou odor desagradável, é importante ficar atento.

Esses podem ser sintomas de câncer de mama.

A castração também ajuda a reduzir o risco de apresentar tumor.

Caso o animalzinho seja castrado, pode reduzir em até 90% das chances.

Como realizar o “autoexame”?

O ideal é sempre ficar de olho e avaliar as mamas do amor de estimação periodicamente.

Uma dica é aproveitar a hora do carinho na barriga apalpando-as uma por uma e entre elas.

Se caso notar nódulos, diferença de tamanho entre as mamas, aumento de volume ou algum tipo de secreção, deve levar o pet ao médico veterinário para a confirmação do diagnóstico.

Pet macho também pode ter câncer de mama?

Isso mesmo, tantos machos quanto fêmeas podem vir a ter essa doença.

No entanto os casos de câncer de mama em animais do sexo masculino são mais raros.

Tratamento

O tratamento do câncer em animais de estimação deve ser acompanhado de um veterinário, que fará o diagnóstico com exames clínicos na mama, além de exames como citologia aspirativa do nódulo.

Em caso de tumor maligno a amor de estimação precisa passar por alguns exames, como tomografia, radiografia, ultrassom e de sangue, para melhor escolha de tratamento.

Assim como mulher, as fêmeas também podem fazer quimioterapia.

No entanto, antes é feita uma biópsia, uma tomografia e uma ultrassonografia na doguinha com câncer de mama a fim de verificar o estágio da doença.

Câncer de mama é uma doença grave, que pode levar o anjinho de quatro patas a morte.

Lembre-se de fazer o acompanhamento com o especialista, pois o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura!

Um carinho pode salvar a vida do seu pet.

Aqui no Estação Pet você encontra as melhores marcas, acessórios, alimentos, farmácia completa e profissionais capacitados para lhe orientar.

Faça-nos uma visita ou ligue pra gente (44) 3025-5500!

Recomendados pra Você

Deixe um comentário