Cachorro com medo de fogos de artifício: O que fazer?

Cachorro com medo de fogos de artifício: O que fazer?

Toda época festiva somos invadidos pelos tão temidos fogos de artifícios, um vilão pra quem tem um peludinho em casa. Primeiro é importante entender o porquê do cachorro sentir tanto medo de fogos.

O cão possui audição muito sensível, podendo escutar a origem do som em até 6 centésimos de segundo e chegando a escutar até 45 mil hertz.

Então, o som dos fogos (também alarmes e trovões) pode ser uma fonte de inquietação. O pânico não é causado pela intensidade do som, mas sim pela sensação de perigo.

Se o seu cachorro está com medo de fogos de artifício, veja algumas dicas para ajudar nesta hora:

1. Não deixe seu pet sozinho

É recomendável não deixar sozinho um cachorro com medo, especialmente se é um caso grave, uma vez que corremos o risco de ocorrer um acidente. Mais que um móvel destruído, o verdadeiro pânico pode causar estragos em sua casa e favorecer um acidente doméstico. É melhor que o acompanhe nestes dias ou que o supervisione a cada “x” tempo.

2. Tenha um lugar tranquilo para ele ficar

Escolha o lugar mais tranquilo da casa para criar um “ninho” onde ele possa se refugiar. Você pode utilizar a sua própria caminha, uma manta e um par de almofadas grandes para criar um refúgio improvisado onde ele possa se esconder.

É muito útil uma vez que seu pet se sentirá confortável. Neste lugar tranquilo não deve faltar água e comida, devem estar perto para que não tenha que se deslocar por toda a casa.

3. Afaste-o do ruído

Feche as janelas e cortinas, prepare uma playlist com música relaxante.

4. Sua reação é importante

Não reforce a conduta de medo com guloseimas ou carinhos. Faça-lhe caso apenas quando estiver tranquilo e experimente brincar com a bolinha ou praticar jogos de inteligência para o distrair.

Seguindo estes truques, isolará o cachorro do ambiente barulhento, favorecendo um estado de calma e relaxamento, longe do estresse das festas de fim de ano.

Casos graves de medo aos fogos de artifício

Nestas situações o ideal é recorrer a um profissional, quer se trate de um veterinário, um educador canino, um etólogo ou um adestrador.

É muito importante recorrer a pessoas que tenha formação adequada para isso, se tememos uma má reação ou se o bem-estar do nosso cachorro está gravemente afetado, mostrando sintomas de estresse e ansiedade.

Geralmente recomenda-se medicação específica ou remédios homeopáticos para relaxamento do pet em tais circunstâncias.

Aqui no Estação Pet você encontra uma variedade de produtos naturais calmantes e profissionais capacitados para lhe orientar. Faça-nos uma visita!

Categories: Cães

Recomendados pra Você

Deixe um comentário