Atenção mamães de Pet! Tratar o pet como filho pode fazer mal para ele?

Atenção mamães de Pet! Tratar o pet como filho pode fazer mal para ele?

A resposta é não, não é errado tratar seu amor de estimação como filho.

Porém como dizem “tudo em excesso faz mal”.

Se você trata seu cão como um filho mimado, dependente, inseguro, autoritário, sim, é um problema tanto para o cão, quanto para quem vive com ele.

Você conhece o termo chamado de humanização de pets? Se trata de quando o donos de animaizinhos de estimação os tratam como seres humanos.

Os amores de estimação são muito sensoriais, eles percebem nossas emoções muito antes de nós mesmo colocarmos para fora.

A humanização de pets vem com essa carga de responsabilidade que os animais carregam.

Nós, humanos, sentimos que temos em no pet um psicólogo, um melhor amigo e/ou um filho.

A humanização de pets foi criada acidentalmente com o intuito de devolver para os pets todo esse amor.

Qual a consequência deste tipo de relacionamento para o bichinho de estimação?

  • Ansiedade por separação (potencial causa de abandono);
  • Transtornos compulsivos (latidos em excesso, lambeduras, estereotipias, etc);
  • Insegurança;
  • Medos e fobias;
  • Baixo interesse social (com a mesma espécie);
  • Transtorno de alimentação.

E para o humano?

  • Criar uma relação de dependências, acreditando que seu animalzinho não vive sem sua presença;
  • Isolamento social, pois os peludos passam a ocupar o lugar que poderia ser preenchido por outro humano;
  • Projetar necessidades e expectativas que não existem;

E como podemos não deixar esse excesso acontecer?

Amor e carinho são essenciais na vida do nosso companheiro mas é necessário ensinar o pet a ser mais dependente, confiante e seguro.

Não projetar nos amores de estimação emoções que não existem.

Adotar medidas que construam uma relação mais independente entre o tutor e o cão, como, por exemplo: ensinar o cão a ficar sozinho em casa.

Criar uma rotina com atividades ao ar livre.

Buscar sociabilizar o bichinho, com aulas de adestramento em grupo, passeios em parques.

Ser cauteloso nestas mudanças, pois o peludo precisará passar por uma nova adaptação.

Respeitar a individualidade do pet: embora seja muito amado e seja parte da família humana.

Pense nisto e viva feliz com seu pet!

E deixe aqui nos comentários como você trata o seu amor de estimação.

Aqui no Estação Pet você encontra as melhores marcas, acessórios, alimentos, farmácia completa e profissionais capacitados para lhe orientar.

Faça-nos uma visita ou ligue pra gente (44) 3025-5500!

Recomendados pra Você

Deixe um comentário